sábado, 9 de novembro de 2019

BEIJO



O beijo na falsa imagem
dos sonhos sobre a mesa
em negociação barata

pedras e pedras jogadas 
no rio impedem a passagem

a barragem o barco e as pedras
trancam a vida em paisagens
aquáticas de espíritos afogados

eternizados deuses desesperados
buscam suas redentoras mortes
de poucos anos e promessas

forçam pedras em avalanches
capazes de ruírem muros
e reintegrarem águas à paisagem

no beijo da amada: molhados lábios
em sua boca na sensação das águas
em que a vida segue o espaço.

(Pedro Du Bois, inédito)

Um comentário: