domingo, 26 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

SER

quem se desvincula da família
e na solidão repete o nome
na exaustão do irreconhecível

destaca nas frases
os gritos de fadiga

quem entre parentes
nega o sangue na lividez
do encontro: sugere a fuga
transposta na imagem

usa em cada texto
as mesmas palavras

quem em casa abre as janelas
no balcão suspenso de raivas
acobertadas pelo nome
no sangue deletério

conserva o sentido inicial
do verso de forma conclusiva

(Pedro Du Bois, inédito)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

PAIXÃO

O tempo da paixão
encerrada em portas
destrancadas: na rua
pulsa o inexato
no retorno

esgarçado amor movido
em abraços não recebidos

ecoa em série inconclusiva
a lágrima suspensa: o suspense
                 no rosto espelha
       a hora antecedente

a rua absorve na noite
os transeuntes que engole
em ritos de magia

na pardacenta paixão
irresolvível.

(Pedro Du Bois, inédito)