terça-feira, 18 de junho de 2019

LEMBRANÇA

Lembro o olhar
penetrante
o sorriso
faiscante
a voz
envolvente
a razão
desarrazoada

não houve canção
nem contradança

os olhos conseguidos
em relance

lembro o todo: começo
nada lembro: adormeço.

(Pedro Du Bois, inédito)

domingo, 16 de junho de 2019

COLEGAS

Amizade esquecida
em camaradagem
e coleguismo

apresenta o colega
burocraticamente
     - estudou comigo -
esquece os sonhos
os segredos
os porres
as prostitutas

(in)certeza de que continuariam
amigos ou apenas colegas
de certa época.

(Pedro Du Bois, inédito)

sexta-feira, 14 de junho de 2019

REVOLTAS

O balanço da água
revolta estômagos
               sensíveis
pessoas esquecem
na amargura
o mergulho
do corpo

por isso
revolta
a água

estragando corpos
e afogando espíritos.

(Pedro Du Bois, inédito)

quarta-feira, 12 de junho de 2019

Modus vivendi

Heróis, em:
http://amata.anaroque.com/arquivo/2019/06/herois_1

TRANSFORMAÇÕES

Eros
erros
ervas
na medicina que nos consola
com remédios para todos os males
onde erramos em dores
e erotizamos o corpo no contato

físico
física
química
nos corpos que se entrecruzam
nas pedras
braços
abraços
o gosto do beijo
e a mão sob a blusa

explode
contida
paixão em que nos atiramos
contra a vontade e a razão
continente
onipresente
espírito relaxado
silencioso no amor
na dor e na entrega.

(Pedro Du Bois, inédito)

segunda-feira, 10 de junho de 2019

QUEBRAR

O som do gelo
água exposta
iceberg em mares

o som da navalha
gelo rachado
pedaços ao mar

o som ensurdece
o gelo na queda
na linha d'água
aumenta o mar

o som anoitece
congela o sangue
interrompe o beijo
rasga a alma
entristece.

(Pedro Du Bois, inédito)