segunda-feira, 26 de maio de 2014

MOVER


dedos
móveis
    garras
cimentam
o corpo

no grito
rouco
da conquista

no grito
decomposto
do cronista

dedos
imóveis
flexionam

e tudo
é nada

(Pedro Du Bois, inédito)

3 comentários:

  1. Moveu minh'alma neste instante imóvel...

    ResponderExcluir
  2. E, contudo, é esse mesmo corpo que se escreve verso
    (imóvel?)

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Gratíssimo, Lianeide e Filipe por suas leituras e retornos. Abraços. Pedro.

    ResponderExcluir