segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

FERRO

 homens
       usam suas forças
                        habilidades
malham o ferro
cortam o ferro
fazem com o ferro armações
do esqueleto posto em pé
entre tábuas e pregos

concretada sustentação

                      o prédio
                   o vento e a luz
                o sombreamento

o ferro estaqueado pelo homem
introduz futuras paisagens
fosse nova a área oferecida
pela tragédia descortinada

vista e cansaço na prisão
                        reconfortante dos anos

homens trabalham rápido
com suas máquinas de cortar o ferro
                                   entortar o ferro
                                   dar forma à disforme
            montanha de onde o ferro é retirado.

(Pedro Du Bois, inédito)

     

2 comentários:

  1. talvez o verso se forme ferro nestes insustentáveis tempos

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Gratíssimo, Filipe, pela sua leitura. Bem poderia...

    ResponderExcluir