terça-feira, 1 de janeiro de 2013

IMAGENS

Ao espelho
revolta a imagem
invertida (espelhos
       repelem vidros)

inventado
     o corpo se aproxima
     do limite do encontro
                 (ao espelho
                  cabe o outro
                                lado)

ser na imagem o conforto
                            confronto
o corpo solto no espaço bipolar
do esforço - aqui em carne e osso
projetado ao espaço inexistente -

          ao espelho conforta o tempo
          dos homônimos e aos nomes
          cabe a mesma imagem.

(Pedro Du Bois, inédito)

2 comentários:

  1. Sempre bom passar aqui, poeta.

    Um grande 2013.

    Braxxx.

    ResponderExcluir
  2. Gracias, Andel. Retribuo com carinho. Abraços, Pedro.

    ResponderExcluir