quarta-feira, 29 de abril de 2009

VERDADES & MENTIRAS

...
enternece a música
a voz se cala
o final da fala
afina o fim
como o princípio
dito em versos

inanimados espantalhos
ante a porta
atentos espalham
pássaros ao vento
...

(Pedro Du Bois, em VERDADES & MENTIRAS, fragmento)

3 comentários:

  1. Pedro Du Bois
    Lindo poema! As verdades e as mentiras se contradizem e dizem!!!
    Um abraço e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  2. é o de sempre, poeta.

    genial!

    grande brax!

    ResponderExcluir
  3. Pedro
    Boa noite

    É muito bom passar aqui e ler esse lindo poema.

    Um abraço

    ResponderExcluir